Discurso

 

Diretor Daniel discursa na inauguração
Diretor Daniel discursa na inauguração

Algumas profissões são auto-explicáveis. Uma criança nasce e ao ouvir algumas palavras pela primeira vez, entende do que se trata. Professor é uma delas. É aquele que ensina, que conduz, que repassa, que transmite. É aquele que, num ato de amor, dedica sua vida à melhoria do outro.

Policial é outra dessas palavras. Ninguém precisa ensinar uma criança o que é um policial, pra que ele serve. O menino e a menina sabem que policial é o que cuida, é o que salva, é o que ajuda, é o que prende o bandido, é o que combate o mal. Ser ao mesmo tempo, professor e policial, honra e qualifica a vida de qualquer pessoa.

É disso que se trata essa solenidade. Aprimorar, engrandecer, qualificar e reverenciar professores e ao mesmo tempo, policiais.

Este espaço feito e construído com inúmeras mãos nos proporcionará a impagável oportunidade de sermos muito mais do que já somos. Reforçarmos o que nos orgulha. Extirparmos o que nos envergonha.

Senhor governador, Senhora Secretária. Dar a alguém a oportunidade de ser melhor é o mais belo dos presentes e é isso que hoje Vossas Excelências nos dão. A função do Estado é precipuamente dar segurança interna e externa ao seu povo e condições de igualdade para o desenvolvimento individual das pessoas. Num só ato é isso que agora o fazem.

A Escola Superior da Polícia Civil será o templo onde esse espírito e esse ideal reinarão. Ensinar é preciso, mudar é preciso. Evoluir, transformar, renovar – reinvenção, isso deve nos mover. Aqui começa um profundo processo de reconhecimento e honra ao passado, de enfrentamento e labor em relação ao presente e de inquebrantável esperança em relação ao futuro.

A conjunção de esforços de diversos ex-diretores no passado nos trouxeram a este momento e antes de continuar, rendo minhas homenagens a todos eles, em especial à Dra Lílian de Fátima Rosa Sena Lima, a qual tive a honra de suceder.

Senhoras e senhores, ao adentrar esse portal de granito, vocês certamente reconhecerão a excelência estrutural, mobiliaria e tecnológica deste espaço. Salas de aula climatizadas e com tecnologia agregada, laboratório de informática, biblioteca com mais de mil títulos, sala de condicionamento físico, centro de teleconferência e tele aula, facilitarão sobremaneira o exercício do magistério.

O complexo técnico operacional que ocupa extensa área aos fundos da academia é o mais completo centro de treinamento policial do Brasil. Torre de rapel, piscina, pista de obstáculos, excelente estande de tiro indoor, estande de tiro virtual, comparável apenas a equipamentos da Alemanha e dos Estados Unidos, pistas táticas e inúmeras reproduções de cenários urbanos são equipamentos que nos propicionarão inúmeras oportunidades de treinamento qualificado.

Tudo isso sob uma inspiração: Delegado Antônio Gonçalves. Seu exemplo, compromisso, alegria e proceder nos orientarão a todos. Com a sua companhia espiritual, poderemos ser sempre melhores e talvez com muito esforço trilharmos um caminho que ele nos ensinou.

Nossa escola sediará o mais ambicioso projeto pedagógico policial do Brasil. Foram descritas 200 disciplinas de ensino policial civil. Gestão, Inteligência, Tecnologia da Informação, tudo como forma de qualificar o nosso objetivo: a investigação policial.

Nossa intenção é que as maravilhas estruturais sejam suplantadas pela criatividade e qualidade das aulas aqui ministradas. Queremos ser lembrados e valorizados pelo que ensinamos e não pelo prédio que temos. A missão da nossa escola é transformar pessoas comuns em policiais civis. O que isso significa? Todos podemos ser policiais civis, basta desenvolvermos, aqui, as competências necessárias para o cargo, que são muitas. Mas além da missão, temos um sonho de escrever na alma de todo policial civil que a sua função é viver pela pessoa comum, morrer por ela se necessário e sempre honrar o bom nome de nossa instituição.

Eu queria dizer para o meu filho Lucas, que está aqui presente, que o seu avô foi treinado e preparado na Academia da Polícia Civil, seu pai também e eu sei que o seu sonho é um dia ser também policial civil. Espero que você faça por merecer e que a sua geração possa fazer uso desse presente que lhe é legado da melhor maneira possível.

 Senhor Governador, Senhor Secretário e Senhor Delegado Geral, muito obrigado pela confiança e oportunidade.Por fim, queria dizer que nunca entendi de verdade a função que um maestro ou um condutor tem em uma orquestra. Mas os últimos meses me revelaram certa verdade. Maestro é o que deixa fluir as inúmeras qualidades de uma equipe. Sei que não posso me considerar um maestro, mas entendo a equipe da ESPC como uma excepcional e generosa orquestra, fervilhando de múltiplas qualidades, talentos e brilho intenso. Tenho muito orgulho de ter trabalho até aqui com todos vocês. Nunca me senti tão desafiado e agradecido por laborar ao lado de pessoas muito melhores do que eu. Com mais conhecimento, mais força e mais dedicação. A Polícia Civil deve muito a todos vocês. Eu devo mais. A todos, o meu muito obrigado e eu gostaria de pedir ao Professor Ricardo Fernandes que ficasse de pé e recebesse uma salva de palmas em nome de toda nossa equipe.

Muito obrigado

Daniel Felipe Diniz Adorni